Avançar para o conteúdo principal

"O Que Eu Penso De" Cress

Capa:

Opinião:
Finalmente um livro que me agarra, mesmo com as suas muitas páginas. Adorei, amei! As espectativas eram altas, porque os dois anteriores também foram excelentes, mas este foi de longe melhor que o segundo! Agora só falta aguardar com pouca paciência pelo quarto e último livro.
O que eu gosto mais nesta saga é a mistura de temas que nos faz voltar à nossa adolescência mas ao mesmo tempo no futuro. Adoro este tipo de Distopias, com insinuações de outras histórias.
Nesta conhecemos Cress, uma menina loira muito querida e inocente, mas que tem capacidade para fazer muitos estragos. Ela conhece o Thorne, uma personagem engraçadíssima e cheia de charme, mas que não tem jeito para mais nada - ou talvez não! Ele aqui não se revela, mas pelo menos começamos a conhecer um outro lado dele mais sério e responsável. À conta dele damos umas belas risadas a meio do livro, mas também nos trás lagriminhas nalgumas cenas com a Cress. Fiquei surpreendida com a sua reacção ao que lhe aconteceu, mas não acho que seja um ponto negativo para a autora, porque só mostra a maturidade dele.
Neste livro Scarlet não aparece muito, mas o pouco que aparece são cenas intensas, principalmente as duas últimas. A sua ausência em cena acaba por não ser muito importante porque Wolf, que aparece mais, a relembra constantemente, tal como o resto dos seus amigos.
Como disse no Ponto de Situação, a cena da traumaturga e da troca de naves foi um pouco confusa e penso que até agora é o único ponto negativo a desfavor da autora - ela não consegue esmiuçar as cenas de acção de forma a que o leitor entusiasmado perceba ou imagine à primeira o que se está a passar. Balas a circular, murros e personagens a fugir não é fácil de ler à primeira, mas numa boa escrita esse é um ponto crucial, visto estarmos a ler a uma velocidade considerável (sem nos apercebermos) e de repente há ali algo que nos falha e temos que reduzir umas duas mudanças para percebermos bem o que se passa.
Fiquei surpreendida com o rapto de Cress. Não estava à espera que depois de a ajudarem a tenham vendido. Mas assim a autora sempre conseguiu juntar por breves momentos pai e filha - mais um momento emocionante.
Outros momentos cheios de emoção são os que incluem Cinder. No inicio achei que se tinha tornado quase uma personagem secundária, mas quando acontece o rapto de Kai (nossa, toda a gente foi raptada neste livro!) ela começa a tomar as rédeas de toda a história, com personagens lesionadas mas lá consegue tudo - o que não estava nada à espera também.
A partir daí fica cada vez melhor! Conhecemos a Winter, protagonista do próximo, a Cress e o Thorne lá se entendem, a Scarlet fica melhor acompanhada, mas o Wolf e o Jacin continuam sozinhos. Mas o melhor de tudo é o beijo de Cinder e Kai. Finalmente irmãos!! Foi lindo, maravilhoso! E quando ele descobriu que ela é a princesa Selena não reagiu nada como estávamos à espera (eu e a Cinder). Portanto este é um livro de 5* que eu vou ter todo o prazer em reler quando vier o próximo, visto que vai demorar imenso.

Sinopse:
Neste terceiro livro de Marissa Meyer, Cinder e o capitão Thorne estão escondidos com Scarlet e Wolf. Juntos, conspiram para derrubar a rainha Levana e impedir o seu exército de invadir a Terra.
A sua melhor esperança é Cress, uma jovem presa num satélite desde a infância e que apenas tem os netscreens como companhia. Todo este tempo passado a olhar para os ecrãs fez dela uma excelente hacker. Mas infelizmente, é obrigada a trabalhar para a rainha Levana, e recebeu ordens para localizar Cinder e o seu bonito cúmplice. Quando o ousado resgate de Cress corre mal, o grupo desmembra-se. Cress obtém por fim a liberdade, mas com um preço mais elevado do que jamais pensou. Entretanto, a rainha Levana não vai deixar nada impedir o seu casamento com o imperador Kai. Cress, Scarlet, e Cinder podem não ter sido designadas para salvar o mundo, mas são a única esperança do mundo.

Pontuação:
5*

Comentários

Mensagens populares deste blogue

"Leituras de" Março

Ao contrário de Janeiro, Março começou mal com a leitura, ou desistência dela, de um livro sobre Ninfas.

Mas depois foi melhorando aos poucos. O que melhorou também foi o número de leituras, já que li mais que Janeiro e Fevereiro juntos. Mas tudo graças a Abbi Glines e a Colleen Hoover. Foi um mês de leituras fiéis a escritoras, onde me dediquei a elas.

Abbi Glines continua a fazer as minhas delícias mas ainda estou com esperanças de ler um de Colleen Hoover que me faça dar-lhe 5* e me conquiste a 100%.

As opiniões estão quase em dia, mas estou a deixar algumas para trás. Espero não me arrepender.


"No Momento em Português" Promete-me

Elizabeth Collins tinha tudo o que sempre sonhou. O emprego para o qual estudou, uma família que a adorava e um namorado que a amava. Foi com o pensamento de um futuro promissor, que o mundo da Beth desabou aos seus pés. Ela foi raptada, torturada e violada por 7 longos anos. Levada para um mundo de terror e sofrimento, foi forçada a anos de cativo, sem esperança. Mesmo tendo encontrado a sua liberdade, estará ela realmente livre? Irá ela conseguir viver num mundo onde os monstros de verdade existem? Ou será que o Alec Brenner a conseguirá salvar de seus demónios? Uma promessa foi tudo o que ela pediu. Mas não era uma promessa qualquer. Será o Alec capaz de cumprir o prometido? Mesmo que isto signifique perder a Beth para sempre?

"Aquisições" Agosto

Este post andava perdido por aqui