Avançar para o conteúdo principal

"Mirror Mirror on the Wall" Glitch

… Who’s The Fairest Of The Goodreads.

Ainda se lembram desta rubrica? Estava morta mas eu ressuscitei-a!
Aqui fica a última das capas que me chamou a atenção no GR:

 

In the Community, there is no more pain or war. Implanted computer chips have wiped humanity clean of destructive emotions, and thoughts are replaced by a feed from the Link network.
When Zoe starts to malfunction (or “glitch”), she suddenly begins having her own thoughts, feelings, and identity. Any anomalies must be immediately reported and repaired, but Zoe has a secret so dark it will mean certain deactivation if she is caught: her glitches have given her uncontrollable telekinetic powers.
As Zoe struggles to control her abilities and stay hidden, she meets other glitchers including Max, who can disguise his appearance, and Adrien, who has visions of the future. Both boys introduce Zoe to feelings that are entirely new. Together, this growing band of glitchers must find a way to free themselves from the controlling hands of the Community before they’re caught and deactivated, or worse.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

"Leituras de" Março

Ao contrário de Janeiro, Março começou mal com a leitura, ou desistência dela, de um livro sobre Ninfas.

Mas depois foi melhorando aos poucos. O que melhorou também foi o número de leituras, já que li mais que Janeiro e Fevereiro juntos. Mas tudo graças a Abbi Glines e a Colleen Hoover. Foi um mês de leituras fiéis a escritoras, onde me dediquei a elas.

Abbi Glines continua a fazer as minhas delícias mas ainda estou com esperanças de ler um de Colleen Hoover que me faça dar-lhe 5* e me conquiste a 100%.

As opiniões estão quase em dia, mas estou a deixar algumas para trás. Espero não me arrepender.


"Aquisições" Agosto

Este post andava perdido por aqui

"Leituras de" Janeiro e Fevereiro

Começou 2017 e ainda não tinha ressuscitado algumas rubricas mais básicas. Tendo agora um tempito vou então começar com o que li nos dois primeiros e últimos meses deste ano.
Em Janeiro tive o prazer de ler Winter de Marissa Meyer.  Foi uma óptima escolha para começar o ano, mas foi filho único no que toca a leituras no primeiro mês do ano.


Em Fevereiro o número de leituras foi muito maior. Apostei mais em livros pequenos, mas também investi neles e num maiorzito. Aproveitei também para reler um para poder continuar a saga de Emma Chase.


Com este resumo acabei por ir ver os desafios e não é que alguns correspondem?!