Avançar para o conteúdo principal

O Que Eu Penso De... To Sir Phillip, With Love (Bridgertons, 5)

A Capa:
2096831

A Sinopse:
Sir Phillip knew from his correspondence with his dead wife's distant cousin that Eloise Bridgerton was a spinster, and so he'd proposed, figuring that she'd be homely and unassuming, and more than a little desperate for an offer of marriage. Except . . . she wasn't. The beautiful woman on his doorstep was anything but quiet, and when she stopped talking long enough to close her mouth, all he wanted to do was kiss her...

Eloise Bridgerton couldn't marry a man she had never met! But then she started thinking... and wondering... and before she knew it, she was in a hired carriage in the middle of the night, on her way to meet the man she hoped might be her perfect match. Except... he wasn't. Her perfect husband wouldn't be so moody and ill-mannered. And he certainly should have mentioned that he had two young - and decidedly unruly - children, as much in need of a mother as Phillip is in need of a wife.

A Opinião:
Confesso que sempre gostei da personagem de Eloise Bridgerton, mas a sua história nunca me criou grande curiosidade. Estava muito enganada. Adorei este volume!
Apesar de achar que o modo como eles se conheceram e a primeira parte da relação deles ser um pouco difícil de acreditar, gostei de ler sobre a criação dos laços entre Eloise e a filha de Sir Phillip (cujo nome já não me recordo). Este foi um dos pontos que tornou esta obra uma surpresa, visto que nunca pensei ver tão cedo Eloise como mãe. Julia Quinn sempre a tinha apresentado como uma menina muitooo intrometida e de língua afiada, mas logo que ela decide ir ter com Sir Phillip adopta quase imediatamente a sua filha e a sua história. A mudança foi um pouco abrupta, mas assim transformou aos meus olhos esta personagem de menina para mulher e assim foi muito mais fácil imaginá-la em situação mais intimas com o seu marido instantâneo.
Pessoalmente não sou fã deste tipo de casamentos. Não gosto quando faltam os preliminares e a sedução pré-casamento, porque assim parece que é tudo muito rápido e mesmo com ou sem amor à primeira vista, acaba por não haver aquela química que conseguimos sentir para além do papel. Não sei se me faço entender. Neste género de romances, quando os casamentos são por obrigação da família, o pós-casamento é que acaba por ser este pré que falo. Mas aqui Eloise foi por espontânea vontade ter com este primo e casou-se com ele mesmo não havendo qualquer tipo de movimento mais sedutor da parte dele. Foi aqui que Julia Quinn falhou nesta obra, mas como sempre ela consegue compensar com todas as outras emoções e com o desenvolvimento da história.
Uma das minhas partes preferidas foi quando os irmãs de Eloise vieram em seu socorro e como Sir Phillip não fez nada em resposta.

A Classificação:
4*

Comentários

  1. Ohhhhh adorei quando os 4 Bridgerton entraram casa adentro *.* Ri-me tanto, mas tanto :P

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

"Leituras de" Março

Ao contrário de Janeiro, Março começou mal com a leitura, ou desistência dela, de um livro sobre Ninfas.

Mas depois foi melhorando aos poucos. O que melhorou também foi o número de leituras, já que li mais que Janeiro e Fevereiro juntos. Mas tudo graças a Abbi Glines e a Colleen Hoover. Foi um mês de leituras fiéis a escritoras, onde me dediquei a elas.

Abbi Glines continua a fazer as minhas delícias mas ainda estou com esperanças de ler um de Colleen Hoover que me faça dar-lhe 5* e me conquiste a 100%.

As opiniões estão quase em dia, mas estou a deixar algumas para trás. Espero não me arrepender.


"No Momento em Português" Promete-me

Elizabeth Collins tinha tudo o que sempre sonhou. O emprego para o qual estudou, uma família que a adorava e um namorado que a amava. Foi com o pensamento de um futuro promissor, que o mundo da Beth desabou aos seus pés. Ela foi raptada, torturada e violada por 7 longos anos. Levada para um mundo de terror e sofrimento, foi forçada a anos de cativo, sem esperança. Mesmo tendo encontrado a sua liberdade, estará ela realmente livre? Irá ela conseguir viver num mundo onde os monstros de verdade existem? Ou será que o Alec Brenner a conseguirá salvar de seus demónios? Uma promessa foi tudo o que ela pediu. Mas não era uma promessa qualquer. Será o Alec capaz de cumprir o prometido? Mesmo que isto signifique perder a Beth para sempre?

"Aquisições" Agosto

Este post andava perdido por aqui